Usp inicia o ​XIII ​Ciclo Tusp de Leituras Públicas

Escrito por em 22/04/2015

O TUSP – Teatro da USP e a Pró-Reitoria de Cultura e extensão da USP, tem a honra de convidá-lo para ​​XIII ​CICLO TUSP DE  LEITURAS PÚBLICAS -​TENESSEE WILLIAMS EM UM ATO. O programa especial de formação de grupos e espectadores, acontece toda última ​segunda​-feira do mês.

Confira a programação:

XIII​ Ciclo de Leituras Públicas – ​Tenessee Williams em Um Ato

Data:​27/04​/201​5​
Horário: 19H30
Local: Centro Cultural da Usp de São Carlos – ao lado do Observatório
Av. ​Dr. Carlos Botelho, 1465.

TUSP inicia em São Carlos, a partir de 27 de abril, o XIII Ciclo de Leituras Públicas. O evento, de ação continuada, enfoca quatorze peças e ocorre gratuitamente nas cidades de Piracicaba, São Carlos, Bauru, Ribeirão Preto e São Paulo. No XIII Ciclo, Tennessee Williams em um Ato, o TUSP pretende traçar um panorama das peças curtas de Tennessee Williams, um dos mais importantes nomes da dramaturgia moderna. O tema da opressão – seja ela sexual, racial ou social – é uma constante em sua obra, marcada pelo forte teor autobiográfico e grande sensibilidade na construção de suas personagens.

A dama da loção antipiolho (1941)

A Dama da Loção Antipiolho de Tennessee Williams retrata o universo de pessoas que vivem de aluguel em um bairro pobre francês de Nova Orleans. As personagens, para sobreviverem e suportarem este ambiente, criam um “mundo de ficção” a base de mentiras, promessas e tapeações.

Porque você fuma tanto, Lily?​ (1935)

Ambientada em um apartamento moderno, tendo como personagens uma família de alta classe, essa é mais uma peça de Tennessee Williams ambientada em meio à crise financeira dos EUA da década de 30. Nela é retratado um conflito materno, em que a mãe tenta enquadrar a filha na “função de mulher ideal” para a sociedade, com resistência da última.

Verão no Lago (1937)

O programa Tusp de Leituras Públicas propõe, a cada ciclo, o dizer de peças de autores eminentes do teatro ocidental. As peças serão lidas  pelos espectadores presentes, artistas em formação, além de convidados. Espera-se criar um público que acompanhe os ciclos,indo além da presença eventual e abrindo espaço para uma experiência diferenciada do espectador que favoreça sentidos de pertencimento à coisa pública.

Acesse o blog para obter maiores informações.


Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA