Oficina Cultural abre inscrições para a nova programação em São Carlos e Descalvado

Escrito por em 18/10/2014

A Oficina Cultural Sérgio Buarque de Holanda abre inscrições para novos cursos. As inscrições terão inicio na próxima terça-feira dia 07/10 às 13h. A nova programação contará com 12 atividades, entre cursos, palestras, workshops e apresentação musicais. Serão oferecidas atividades em São Carlos e Descalvado, somando mais de 790 vagas.

Todas as atividades oferecidas são gratuitas e os interessados devem comparecer até a sede da Oficina Cultural para preencher uma ficha de inscrição ou se inscrever pelo site www.oficinasculturais.org.br para as atividades que indicarem esta opção.

As atividades oferecidas neste trimestre são:

Arte-Educação

OFICINA: CONGOS E JONGOS, NOSSAS AFRICANIDADES DANÇADAS

Coordenação: Vivian Parreira
15/10 a 17/12 – quartas-feiras – 19h às 22h (aula adicional: 17/11 – segunda-feira)
Público: profissionais da área de educação e interessados pelo tema

Inscrições: 7 a 13/10
Seleção: carta de interesse
25 vagas

Vivian parreiraA oficina traz como tema central duas danças de matriz africana, o jongo e a congada, cuja presença no sudeste demonstra a resistência dessas raízes nas manifestações culturais brasileiras. Por meio da dança e da música, dos toques e dos ritmos, e também de elementos da formação da identidade cultural do Brasil, a atividade busca informar sobre nossas heranças africanas e valorizar mestres e mestras que mantêm vivas essas tradições.

Vivian Parreira é graduada em História pela Universidade Federal de Uberlândia e mestre em Educação pela UFSCar. É coordenadora do grupo de pesquisa e práticas em danças brasileiras Girafulô. Atuou como tutora virtual no curso de Especialização em Educação das Relações Étnico-raciais (UAB – UFSCar).

Fotografia

OFICINA: PARA QUE SERVE ESTE BOTÃO?

Coordenação: Ju Rodrigues
14/10 a 16/12 – terças-feiras – 19h às 22h;
Saída fotográfica: 22/11 – sábado – 14h às 17h
Público: iniciantes em fotografia a partir de 18 anos

Inscrições: 7 a 10/10
Seleção: carta de interesse
25 vagas

Destinado a principiantes, a oficina transmitirá os princípios da fotografia digital, proporcionando um panorama dos usos e aplicações das câmeras compactas. Entre aulas teóricas e práticas, serão abordadas questões técnicas e também elementos estéticos da linguagem fotográfica. Ju Rodrigues ministrou cursos de fotografia no Sesi, no Teatro Municipal de São Carlos e na UFSCar. Desde 2002 realiza fotos de documentação e de divulgação para espetáculos teatrais. Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC, também é profissional da área do audiovisual.

Fotografia

OFICINA: USO CRIATIVO DE LUZ NATURAL

Coordenação: Rafaela Reis
16/10 a 18/12 – quintas-feiras – 19h às 22h
Público: interessados a partir de 18 anos

Inscrições: 7 a 14/10
Seleção: primeiros inscritos
30 vagas

Centrada principalmente na questão do uso da luz natural, a atividade apresenta conceitos básicos e primordiais da fotografia, tais como ISO, abertura, velocidade, regra dos terços e composição. Serão abordados tópicos referentes aos modos de iluminação frontal, lateral e de fundo. Nas saídas fotográficas, os participantes experimentarão os conteúdos aprendidos.

Formada em fotografia pelo Senac, Rafaela Reis tem orientado sua produção artística, nos últimos anos, para o uso da luz natural. Destacando-se nesta especialidade pela qualidade de seu trabalho, realizou mais de 150 ensaios e ministrou, em São Carlos e região, diversos cursos de fotografia com utilização da luz natural.

Música

PROJETO: MÚSICA E ARTE COM ARTUR CIMIRRO

Coordenação: Artur Cimirro

O projeto “Música e Arte com Artur Cimirro” tem a finalidade de dar ao público um embasamento mais direto sobre as questões da música e de outras linguagens artísticas, desligando-o do ponto de vista mercadológico-midiático e apresentando uma rede de informações que contribuam para a sua formação como espectador ou estudante das artes.

Cimirro-Artur-01Estruturado em três momentos, o projeto de Artur Cimirro abre com palestras que apresentam exemplos sonoros e visuais sobre arte, música, filosofia, história e assuntos correlatos. As palestras serão seguidas por um recital de piano, com obras clássicas que percorrerão a história da música e pontuarão as características de cada época de maneira cronológica. O projeto culminará com um master class voltado ao aprimoramento técnico de estudantes de piano.

Pianista e compositor erudito, Artur Cimirro é reconhecido internacionalmente e já foi comparado aos maiores virtuoses do piano de todos os tempos, como Franz Liszt e Vladimir Horowitz. A convite de festivais, conservatórios e universidades, tem se apresentado no mundo todo e conquistado diversos prêmios. Na Austrália, gravou o CD e o DVD “Cimirro Plays Stuart & Sons in Terra Australis”, com composições feitas especialmente por ele para serem executadas em piano de 102 teclas e quatro pedais. Cimirro também é crítico de arte e estudioso de história e filosofia, assuntos amplamente abordados em suas aulas e palestras.

Programa:

Palestras

10, 11 e 13/11 – segunda, terça e quinta-feira – 19h às 21h
Público: interessados a partir de 15 anos
Inscrições: 7 a 31/10
Seleção: primeiros inscritos
30 vagas por palestra

Dia 10: Introdução à história da música

Dia 11: Influência das outras artes na música

Dia 13: O gosto como um inimigo da arte e o sistema científico de interpretação musical

Recital de Piano / Lançamento do livro “Curupira”

19/11 – quarta-feira – 20h

Classificação: livre
150 lugares

O recital de piano de Artur Cimirro terá uma atração adicional: a escritora Anita Cimirro lançará o livro “Curupira”, um romance curto que revitaliza a famosa lenda brasileira, envolvendo-a com o povo simples e ingênuo de uma pequena cidade, sob a trilha sonora lânguida e misteriosa do Urutau, a ave que acompanha o Curupira. Com capa do artista plástico Sérgio Almeida, o livro é acompanhado de CD com a gravação em piano do poema sinfônico “Curupira” Op.18, composto por Artur Cimirro. Vencedora do Prêmio de Literatura Rui Menezes, Anita Cimirro é também educomunicadora e jornalista: colunista do site Maisinterior, escreve para jornais, revistas, sites e blogs do Brasil e exterior.

Em 2006, publicou “Aprendendo com a Mãe Terra: plantas medicinais, aromáticas e condimentares”, sob o pseudônimo Nicete Campos; o livro, em versão revisada, ganhou edição em e-book em 2014. “Curupira” é o primeiro de uma série de contos baseados no folclore brasileiro.

Master Class de Piano

20 e 21/11 – quinta e sexta-feira –– 19h as 21h
Público: estudantes de piano, a partir de 15 anos
Inscrições: 7/10 a 31/10
Seleção: currículo e repertório que o candidato queira desenvolver
20 vagas

Teatro

OFICINA: MONTAGEM DE TEATRO MUSICAL

Coordenação: Alexandre Rodrigues, Grazielli Cerroni e Thais Teixeira Fabbri

16/10 a 11/12 – quintas-feiras – 15h30 às 17h30;
15 a 19/12 – segunda a sexta-feira – 15h30 as 17h30;
Apresentação do musical: 19/12 – sexta-feira – 20h
Público: interessados entre 14 e 20 anos, que possuam alguma experiência em teatro, música ou dança

Inscrições: 7 a 14/10
Seleção: carta de interesse
30 vagas (15 do sexo masculino, 15 do feminino)

A oficina proporcionará a vivência de todo o processo de montagem de um espetáculo musical. Para chegar ao espetáculo final, os participantes passarão por atividades integradas de canto, dança e interpretação, trabalhadas por meio de diversos mecanismos que irão desde exercícios de ritmo, respiração e voz, até atividades de autoconhecimento do corpo e de estímulo a criatividade e improvisação.

Alexandre Rodrigues é professor de teatro, dramaturgo e diretor. Graduado em Pedagogia, com especialização em Arte, Educação e Teatro, ministrou aulas de teatro na Escola 3 Atos, Colégio Sapiens, Escola Educativa e Cultura Inglesa, além de disciplinas na Unicep, na graduação em Pedagogia e na pós-graduação em Arte, Cultura e Movimento.

Grazielli Cerroni é formada em Educação Física pela Unicep e especialista em Dança, Música e Teatro pela Unifran – Universidade de Franca. Bailarina há mais de 25 anos, participou de vários festivais de dança no Brasil e no exterior. Professora de ballet, jazz, expressão corporal e teatro, realizou diversas montagens de musicais em várias escolas de São Carlos e região. Atualmente integra o grupo Ateliê de Coreógrafos.

Thaís Teixeira Fabbri, graduada em Música / Regência Coral pela Unicamp, possui grande experiência como regente, pianista e educadora. Atualmente ministra aulas de música em diversas escolas de São Carlos e região.

Teatro

OFICINA: O REFINAMENTO DO PALHAÇO NO TEATRO – A ARTE DE FAZER RIR

Cia TPK - ClownCoordenação: Cia. TPK
17/10 a 14/11 – sextas-feiras – 19h às 22h
Público: interessados a partir de 14 anos, com experiência em artes cênicas
Inscrições: 7 a 14/10
Seleção: carta de interesse
15 vagas

Por meio de exercícios de expressão corporal, dinâmicas teatrais, técnicas de acrobacia e improvisação, a atividade propõe ao participante um jogo dramático como ferramenta para a criação de seu próprio clown, usando experiências e características pessoais como matéria-prima. A Cia. TPK foi fundada e é dirigida por Jana Galdi, formada em Interpretação Teatral pela Universidade Estadual de Londrina. Com espetáculos voltados para o público infantojuvenil, a TPK se apresentou no Festival Internacional de Londrina, na mostra paralela do Festival de Teatro de Curitiba e no Theatro Circo de Braga, em Portugal.

Atividades Externas

Oficina Cultural Sérgio Buarque de Holanda / E.M. Maria Ermantina Carvalho Tarpani / E.M. Carmine B

Artes Plásticas

RELEITURAS URBANAS: OFICINA DE GRAFITE

Coordenação: Renato Masson
13/10 a 21/11 – segundas e sextas-feiras
Público: iniciantes na área, a partir de 14 anos
Inscrições: 7 a 11/10
Seleção: primeiros inscritos
15 vagas

13 e 20/10 – Segundas-feiras – 14h às 17
Local: Oficina Cultural Sérgio Buarque de Holanda

27/10; 10, 17 e 24/11 – Segundas-feiras – 14h às 17h;
Local: Escola Municipal Maria Ermantina Carvalho Tarpani: Rua João Pedrino, 100 – Conjunto Habitacional Romeu Santini

31/10, 7, 14 e 21/11 – Sextas-feiras – 12h30 às 15h30
Local:Escola Municipal Carmine Botta: Rua Filomena Fauvel, 621 – Jardim Beatriz

A oficina tem como objetivo promover a valorização e entendimento da linguagem artística urbana. Serão apresentadas várias possibilidades de criações artísticas, noções básicas de diferentes estilos e técnicas de grafite e murais, que permitirão a releitura de obras de grandes artistas. As aulas práticas serão realizadas em duas escolas, cujos alunos se envolverão com os participantes da oficina para executar conjuntamente as obras.

Renato Masson é professor de artes, graduado pela Faculdade São Luís de Jaboticabal. Estudou cubofuturismo na Itália, sob orientação de William Tode, e é especialista em escultura, moldes e fundição em cera perdida. Realizou exposições individuais e participou de coletivas e salões no Brasil e na Itália.

Espaço Gaveta – Centro Experimental de Artes: Avenida São Carlos, 3039 – Jardim

Teatro

WORKSHOP: NOÇÕES SOBRE O SISTEMA DE STANISLAVSKI

Coordenação: Ney Piacentini

29 a 31/10 – quarta a sexta-feira –9h as 12h e 14h as 17h
Público: alunos do curso de Imagem e Som da UFSCar e demais interessados

Inscrições: 7 a 19/10
Seleção: carta de interesse e currículo sucinto (máximo de 10 linhas cada)
30 vagas
Local: Espaço Gaveta – Centro Experimental de Artes: Avenida São Carlos, 3039 – Jardim

Este workshop para atores é baseado nos princípios de atuação realista sistematizados por Constantin Stanislavski na Rússia e revistos por Eugênio Kusnet no Brasil. Serão realizados exercícios para a compreensão prática dos fundamentos, elementos e conceitos do sistema stanislavskiano. Ney Piacentini, ator da Companhia do Latão, participou de todos os espetáculos do grupo, considerado um dos mais importantes da cena paulistana. Ex-presidente da Cooperativa Paulista de Teatro, foi o idealizador e diretor geral da Mostra Latino-Americana de Teatro de Grupo. Mestre e doutorando em Artes Cênicas pela USP, com pesquisa em pedagogia teatral, realizou o Seminário 150 Anos de Stanislavski em 2013 e é autor do livro “Eugênio Kusnet: do ator ao professor”.

Espaço Gaveta – Centro Experimental de Artes: Avenida São Carlos, 3039 – Jardim

Teatro

PALESTRA E LANÇAMENTO DO LIVRO “EUGÊNIO KUSNET: DO ATOR AO

PROFESSOR”

Autor: Ney Piacentini

30/10 – quinta-feira – 18h
100 lugares

Local: Teatro de Bolso do Departamento de Artes e Comunicação (DAC) da UFSCar: Rodovia Washington Luiz, km 235 – Área Sul

O livro é fruto do mestrado de Ney Piacentini na Escola de Comunicação e Artes da USP, concluído em 2012. Nele, o autor investiga como Eugênio Kusnet (1898-1975) transformou-se em um pedagogo dedicado à arte do ator, e de que forma ele contribuiu para sistematizar os princípios de Stanislavski no Brasil. O livro tem a apresentação de Antunes Filho, comentário de Paulo Betti e prefácio de João das Neves. Ney Piacentini também ministrará, na UFSCar, workshop sobre o sistema Stanislavski.

Atividades na Região

DESCALVADO

Teatro

UMA HISTÓRIA QUE SE CONTA: WORKSHOP SOBRE A CONCEPÇÃO E

MONTAGEM DA PEÇA “AO REVÉS DO PAPEL”

Coordenação: Grupo Preto no Branco

25/10 – sábado – 14h às 18h
Público: atores, diretores e artistas em geral

Inscrições: 7 a 21/10
Seleção: carta de interesse
20 vagas

Local: Centro Cultural Estação: Avenida Guerino Oswaldo, s/no (antiga estação ferroviária da Fepasa) – Descalvado – SP

O workshop tem como objetivo discutir questões pertinentes à pesquisa, concepção, montagem e circuito de apresentações de “Ao Revés do Papel”. O Grupo Preto no Branco também desenvolverá com os participantes um trabalho prático a partir dos procedimentos usados no processo de criação do espetáculo.

DESCALVADO

Teatro

ESPETÁCULO: AO REVÉS DO PAPEL

25/10 – sábado – 20h
Classificação: 12 anos
200 lugares
Local: Centro Cultural Estação: Avenida Guerino Oswaldo, s/no (antiga estação ferroviária da Fepasa) – Descalvado – SP

Três andarilhos nos convidam a uma pausa no estado rotineiro para ouvir, ver e nos alimentar mais uma vez de histórias que nos levam para fora de nosso lugar comum. Presos a uma existência insuportável, certa noite os três revivem suas histórias: uma mulher que dizem ter dançado com o Diabo, uma prostituta que sonhava com o casamento um homem que carrega somente o que sobrou de seu passado. As histórias contadas os levarão a um caminho diferente e sem volta.

Fundado em um colégio de São Carlos há 13 anos, o Grupo Preto no Branco partiu, em 2008, para um projeto de formação de repertório artístico e pesquisa prática e teórica sobre teatro. Atualmente circula com o espetáculo “Ao Revés do Papel” e finaliza a montagem “A Sapateira Prodigiosa”, inspirada na obra de Federico García Lorca.

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA