Coletivo de Areia exibe a instalação audiovisual “Demolições” no Centro Cultural da USP

Escrito por em 06/10/2016

“ A demolição como metáfora da contemporaneidade fragmentada arruína, antes de tudo, o sujeito.”
(Antonio Salvador – texto original: Experimento com bola de demolição sobre objetos de uso diário)

Nesta quinta-feira, dia 6 de outubro, às 19 horas, acontece a abertura da instalação audiovisual Demolições na Sala de Exposições do Centro Cultural da Prefeitura do Campus USP de São Carlos (PUSP-SC).

A instalação do Coletivo de Areia é a etapa final de um projeto que contou com três experiências visuais em espaços em ruínas da cidade de São Carlos, uma encenação e sete workshops públicos de aprimoramento artístico.

O motor para a criação desta instalação emerge de um campo híbrido, quando o teatro passa a ser exibido, estudado e concretizado à luz de um estudo mais aprofundado das artes performativas, literatura e artes visuais, num vivo encontro entre imagem, palavra, som e presença no espaço, tendo como motor os espaços demolidos da mulher (internos e externos), forjados na tênue fronteira entre o que é ficção e o que é realidade, buscando uma compreensão estética do lugar do feminino na sociedade atual.

“Demolições” resulta de um trabalho colaborativo, polifônico e multifacetado. No cenário-instalação exibido é enfatizado o uso da fotografia, que foi mote inicial do trabalho, a manipulação posterior dessas mesmas imagens, fragmentos de cenário, excertos de uma dramaturgia calcada ao longo do processo e depoimentos de mulheres colhidos em intervenções virtuais.

O Coletivo de Areia surgiu na cidade de São Carlos em 2013 a partir do encontro entre duas linguagens: o teatro e as artes visuais e é formado pelo artista visual, performer e arquiteto Marko Dallabrida e por Claudia Alves Fabiano, atriz, orientadora de arte dramática do Tusp e doutoranda em Artes Cênicas (ECA-USP).

Este projeto é uma realização do DO PROAC – Programa de Ação Cultural do Governo do Estado e da Secretaria de Cultura, do Coletivo de Areia, do Instituto Cultural Janela Aberta e contou com as parcerias do Centro Cultural da USP São Carlos, do Teatro da USP – TUSP, da Pró-Reitoria de Cultura e extensão da USP, do Grupo Coordenador de Atividades de Cultura e extensão da USP de São Carlos, da Rádio UFSCar e do Sesc São Carlos.

A instalação pode ser visitada até o dia 31 de outubro, das 8h às 11h30 e das 13 às 18 horas. Acesso ao Centro Cultural (Área 1 do Campus) pela Av. Dr. Carlos Botelho, 1465.

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA