Victor Magalhães – Trago seu Amor

Escrito por em 21/04/2014

Trago seu Amor é o disco perfeito para começar o dia. “Vou ver Tereza”, faixa que abre o álbum, é um pop tropical, com uma melodia agradável somada a um suingue dançante. A voz afinada de Victor Magalhães nos introduz as 10 faixas que compõe o primeiro álbum (que você pode baixar gratuitamente) do mineiro. Aqueles mais antenados na cena musical alternativa nacional vão se recordar que, no ano passado, estreou aquela pérola intitulada Tupi Novo Mundo, da banda/orquestra Iconili, da qual Victor fez parte. Um disco rico, ponto de encontro de variados gêneros, do afrobeat ao rock até chegar ao jazz.

Trompetista de formação, músico e autor por escolha, ele chega ao rico panorama mineiro com um disco cheio de influências que alcançam o território nacional inteiro. O álbum começou a tomar forma e identidade a partir de algumas músicas que sobraram do álbum do Iconili, elas chegaram ao ouvidos do Leonardo Marques que o incentivou a trabalhar em cima delas e o empurrou para o estúdio de gravação dele, o Ilha do Corvo, no qual os dois se trancaram para encontrar, um no outro, aquele interlocutor com o qual tirar dúvidas, dar e receber críticas e provocar a criatividade; tentando recriar aqueles momentos de composição colaborativa com a qual Victor era acostumado quando trabalhava com a Iconili.

Ao final, passa uma grande diferença entre jogar num time de 11 elementos e se virar sozinho. Neste sentido, a presença de Leonardo Marques se tornou indispensável, ele é o produtor oficial de Trago seu Amor e muito mais.

Ao longo do disco vocês encontrarão lambadas, guitarradas, carimbó, afrobeat, um toque de psicodelia, em uma moldura deliciosamente pop que farão vocês dançarem suavemente descalços numa praia, acompanhado pela brisa do oceano.

E também poderá encontrar a face mais sombria da capital mineira, onde mora Victor, mas que poderia ser uma das tantas realidades urbanas do nosso país, conservadora e administrada de um jeito politicamente incorreto, só para usar um eufemismo.

Assim, como uma grande parcela de artistas que não fazem parte do mainstream “cultural” de massa, Victor também sentiu a necessidade de expressar o seu desconforto em relação à metrópole, que é explícito na música “País Tropical”.

Além desse episódio, em que a triste realidade nos lembra o sistema decadente no qual vivemos, podemos dizer que a estreia de Victor Magalhães é uma bela surpresa que deixa as almas leves e as mentes descontraídas. O pop, o folk, a música regional se misturam, deixando o nome de Victor em destaque entre a nova geração de músicos que estão surgindo, coisa não muito fácil, tendo em conta o prolífico panorama cultural atual.

Recomendadíssimo!

Paz!

Mauro Lussi
Coordenador de Programação Musical da Rádio UFSCar

Segunda-feira
1. Ver Tereza
2. Nara chamou
Terça-feira
3. Guitarra de pilha
4. Encontro natural
Quarta-feira
5. Paí s tropical
6. Baile do Branco
Quinta-feira
7. Lambada da goiabada
8. Calcada colorida
Sexta-feira
9. Combu
10. Meu bem

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA