umporëmdois – Dentro

Escrito por em 02/03/2015

Lá pelos idos de 2013, nossa então estagiária em programação musical Diana Ragnole, me apresentou uma bandinha bem simpática do Rio de Janeiro. Tratava-se da umporëmdois, um grupo divertidíssimo que tirava um pop rock bem “suingado” com boas doses de influências do jazz, funk, folk, mpb, samba e o que mais desse na telha – tudo temperado com aquela boa e velha “ironia fina” de que  Tatá Aeroplano tanto tem saudades. Na época parecia apenas questão de tempo para que o hum, disco de estreia da banda, lançado no finalzinho de 2012, despontasse esse pessoal para os holofotes da cena indie carioca. Infelizmente, isso não aconteceu, e a umporëmdois acabou desfrutando de uma estreia bastante modesta para o potencial que a gente via nela – tanto que poucos blogs especializados chegaram a comentar o lançamento do disco novo, que saiu pouco antes de virar o ano, e que eu só descobri agora.

Mas tudo bem, porque quando vi que Dentro tinha saído, logo corri para o botão de download e nem pensei duas vezes antes de cunhar este o “discão” dessa semana na Rádio UFSCar. E devo dizer, o underground caiu bem a esses cariocas. Para os poucos sortudos que se familiarizaram com a pegada mais “limpinha” de hum, Dentro vem como uma surpresa. Os primeiros ruídos da faixa de abertura, “Chimarrão”, já deixam bem claro que o quarteto largou de vez o pianinho. Aqui quem protagoniza o rolê são as guitarras sujas à la Dinosaur Jr. A pegada pop rock permanece forte, já que as melodias aqui ainda são bastante cativantes, mas Dentro dialoga bem mais com a cena lo fi prolífica do Rio, por vezes flertando com a psicodelia tão “in” em tudo que tem sido feito no rock, (nada contra, acho ótimo) bem proeminente na faixa “e.v.t.m.p.c.”.

Essa mudança de estilo pode ser considerada natural, afinal, muita coisa na cena mudou de 2012 pra cá. Além disso, a umporëmdois também se encontra numa posição bem confortável para experimentar sua sonoridade. Então, ponto pros caras por perceberem isso e saírem sem medo de sua zona de conforto. E por terem feito muito bem e sem largar por completo suas referências anteriores. Aquela vibe pop-rock-bossa-nova “los-hermanesca” que a gente sentiu tanto na estreia do grupo também figura aqui, um pouco mais sujinha, em canções como “Indeciso”. Espertinhos. Além do mais, letras sagazes como “O Que Ela Tem” nos asseguram que o grupo ainda é o mesmo que escreveu “Suco de Laranja”, e ainda estão longe de enferrujar no papel e caneta.

Por fim, vale ressaltar que Dentro é um excelente novo adendo à discografia ainda em formação da umporëmdois, um segundo disco que foge dos grandes perigos que a maioria dos segundos discos enfrentam, e que consegue evoluir a sonoridade da banda sem se afastar de suas raízes. Quem curtiu hum ainda vai encontrar bastante daquele frescor que ouviu durante a estreia, além de conhecer novas referências. Quem nunca ouviu falar da banda, provavelmente vai ser cativado pelo humor característico do quarteto, além de se pegar cantarolando várias de suas melodias radiofônicas durante o dia (a saideira “buda blue” que o diga). Os cariocas fizeram seu trabalho direitinho, então a gente fica aqui no aguardo daquele feedback merecido que a Diana comentou quando falou de hum. Enquanto isso, sortudo são os que ouviram Dentro antes de ser cool.

Henrique Gentil
Estagiário em Aúdio na Rádio UFSCar

A seguir, a lista de músicas que você escuta de segunda a sexta, às 10h, na Rádio UFSCar

Segunda-feira

  1. Chimarrão
  2. e.v.t.m.p.c.

Terça-feira

  1. Soul Boreal
  2. Indeciso

Quarta-feira

  1. Mãe Amanhã
  2. Eu Sou Assim
  3. O Que Ela Tem

Quinta-feira

  1. Lua Andarilha
  2. Nós

Sexta-feira

  1. Imagem e Semelhança
  2. Buda Blue

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA