RAPadura Xique Chico – Fita Embolada do Engenho Vol.1 – Na Boca do Povo

Escrito por em 10/03/2010

O cearense do mundo Rapadura Xique Chico – Francisco Igor Almeida do Santos – nasceu em 1984, no município de Lagoa Seca, e com 13 anos migrou com a família para Brasília. Agora, no início da nova década, lança sua primeira “fita” – poderia ser chamada de mixtape, mas o termo em inglês não parece coerente para o mestre de cerimônias nordestino e politizado – Embolada do Engenho Vol. 1 Na Boca do Povo.

Rapadura Xique Chico não faz rap, faz rap-ente. Mistura da batida do rap com o xote, o baião, o côco, o maracatu e toda essa rica gama de ritmos nordestinos, o rap-ente de Rapadura tem também como característica um flow (fluência) de rimas muito acelerado.

Vencedor do prêmio Hutuz de Melhor Artista do Norte/Nordeste, nos anos de 2007 e  2009, só agora o rapentista aparece com maior visibilidade dentro da cena virtual. Produzida por ele mesmo, a fita é formada por 8 faixas, dentre elas o primeiro single, “Maracatu de cá pra lá” – já na nossa programação – , que se utiliza de samples da faixa “Do Lado de Lá”, gravada pela saudosa Marinês em 1960, há exatos 50 anos.

Nos créditos do disco, Rapadura Xique Chico cita seus mestres: Recortes Musicais de Marinês, a Rainha do Xaxado, e Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Os dois são sampleados na maioria das faixas, assim como a declamação de repentes.

As letras são carregadas de sentido sobre o universo do Norte e, principalmente, do Nordeste e, também, sobre a realidade musical de hoje e de outrora na região e no país, urbano e rural. A faixa “Moça Namoradeira” se utiliza da clássica “Xote das Meninas” para falar sobre o amor e a conquista da mulher. Em seguida, “Tu e Eu – Sinopse”, a única faixa sem a base em clima nordestino, com sanfona ou triângulo que escutamos nas outras faixas do disco; e o “grand finale” do disco, as três últimas faixas, “Rima Junina”, “Maracatu de cá pra lá” e “Norte Nordeste me veste”, fecham com chave-de-ouro a fita embolada de estreia do rap-entista.

Com ótimo equilíbrio entre letra e base, as faixas entram na cabeça do ouvinte facilmente, além de fazerem dançar. Para saber mais, é só entrar no site do moço: www.rapaduraxc.com.br e se deliciar com o quitute nordestino.

Yasmin Muller
Programadora Musical e DJ da Rádio UFSCar

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA