Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – Volume II

Escrito por em 17/06/2013

Mais uma vez o Brasil e o Caribe se encontram, já aconteceu em 2010 com Volume I, primeiro álbum da formação da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana (OBMJ), nome que deixa claro, desde o começo, os elementos que compõem o repertório deste conjunto musical. Idealizada em 2005, pelo músico e produtor, Sérgio Soffiatti e o trompetista Felippe Pipeta. Influenciados pelos ritmos da ilha na qual surgiram calipso, o ska e o reggae em todas a suas vertentes que, rapidamente, se espalharam pelo mundo afora.

Em 2008, a OBMJ lançou timidamente o primeiro Ep intitulado Skabrazooka deixando a entender o caminho que a banda queria explorar.

Mas, o verdadeiro sucesso foi o disco de estreia, simplesmente intitulado Volume I, trazendo um punhado de melodias clássicas do rico repertório nacional.

O disco abria com essa afirmação “É hora de dançar ska” seguida pelo tema “O guarani” música radiofonicamente imortalizada na abertura do jornal, A Voz do Brasil. O álbum foi recebido pela crítica especializada e pelo público com entusiasmo patriótico, as músicas escolhidas ganharam uma roupagem nova que misturava brasilidade aos contagiantes ritmos jamaicanos. Grandes composições antigas, sinônimos do Brasil em tempos passados, como “Tico tico no fubá”  e também as mais recentes como “Águas de março”, “Barquinho”, “Samba de verão”e “Garota de Ipanema” caíram no balanço da levada típica da ilha caribenha, com  seus compassos acentuados na segunda e a quarta batidas.

A ideia dos OBMJ é simples, fazer dançar e divertir o público e, acima de tudo, surpreendê-lo com melodias conhecidas, produzidas e orquestradas com originalidade.

Nesta segunda-feira, 17 de junho, acontecerá o esperado lançamento do Volume II – O baile continua, a receita é a mesma do primeiro trabalho, mas não é uma repetição, mas sim uma continuação do trabalho iniciado com o primeiro registo da banda. Desta vez, encontramos no disco composições de  Jorge Ben, Wilson Simonal e até a música “Primavera” (Vai chuva) que fazia parte do primeiro álbum do Tim Maia.

A sigla de abertura de Dancing days, sucesso de “As Frenéticas” também ganha uma ritmica rocksteady. Para despertar a memória de uma geração que foi criada assistindo às histórias de Monteiro Lobato, temos também o balanço do Síto do picapau amarelo. Porém nem todas as músicas são muito conhecidas, como por exemplo “Deixa a gira girar”, o maior sucesso do grupo baiano Os Tincoãs, fundado na década de 60.

Do ponto de vista dos arranjos, da produção e engenharia de som, as músicas de Volume II são mais exploradas neste sentido, e tudo assinado por Sergio Soffiatti. Este é o segundo trabalho da trilogia que deve se encerrar com  um DVD ao vivo.
Por enquanto só nos resta curtir este lindo e divertido trabalho da OBMJ, porque a música não pode parar e o baile continua.

Acesse o site oficial da banda

Paz!
Mauro Lussi
Coordenador de programação musical e DJ da Rádio UFSCar

A seguir, a lista de músicas que você escuta de segunda a sexta às 9h45, na Rádio UFSCar.

segunda-feira
1. Frevo mulher
2. Pais tropical
3. Brejeiro
terça-feira
4. Spanish town
5. Trem das onze
6. Primavera
quarta-feira
7. Deixa a gira girar
8. Tupinamba
quinta-feira
9. Mambo do martelo
10. Aquarela
11. Sitio do Picapau amarelo
sexta-feira
12. Meu limão meu limoeiro
13. Dancing days
14. Pagode russo

Revisão: Sheila Castro

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA