Memórias de um Caramujo – Cheio de Gente

Escrito por em 23/06/2014

Cheio de Gente, lançado neste mês, é o segundo trabalho dos paulistanos Memórias de um Caramujo. O disco começou a ser pensado em 2012 a partir da vontade da banda de explorar todas as possibilidades que uma gravação em estúdio proporciona.

A diferença do CD de estreia, que foi gravado ao vivo no Espaço Cachuera em 2011, é o formato com o qual a banda decidiu se apresentar ao público, sem artifícios tecnológicos mas apostando na energia cativante das apresentações. Este segundo registro da banda chega mantendo intacto o trabalho fino que mistura MPB, rock, psicodelia, latinidade e muitas referências à música brasileira de forma geral, somando todas as possibilidades que uma gravação num estúdio pode oferecer.

A banda, que surgiu em 2007, faz parte da nova cena paulistana que transita naquele espaço não bem definido em que as vanguardas podem brincar com as tradições da música popular e as tradições flertam com o pop, reflexo da multifacetada metrópole que reúne vários humores e personalidades, e que nos últimos anos não para de nos surpreender ao redesenhar o panorama da MPB.

Chico Buarque, Gal Costa, o Clube da Esquina e muitos outros grandes nomes emergem ao longo da onze faixas que compõe Cheio de Gente, revelando o legado com a nobreza de um passado que nunca será ultrapassado, mas sem perder de vista o caminho que leva à descoberta de novo horizontes e uma nova linguagem capaz de incorporar todos os elementos que estão caracterizando aquela geração de músicos que surgiram na ultima década.

Além das buscas por uma nova estética sonora, o conjunto se destaca também pela letras ricas de poesia, às vezes desenhando uma cena urbana a que estamos preso, ilhados no meio de uma humanidade descaraterizada, outras abordando temas existenciais por meio de metáforas inspiradas, ou imaginando o sonho de um pai que conta uma história para a filha dormir.

Em algum episódio do disco, mas especificamente nas músicas “Tribo dos Homens” e “ Sadamça”, podemos evidenciar algumas semelhanças com os vanguardistas Metá Metá, mas sem mergulhar nas experimentações de ponta cabeça, mantendo assim, forte a herança de uma MPB mais clássica e quase erudita.

Finalizando, Cheio de Gente é um disco que precisa ser ouvido ao poucos para descobrir todas as jóias escondidas nas camadas sonoras que o compõe, caprichado nos arranjos e inovador do ponto do vista estilístico.

Paz!

Mauro Lussi, coordenador de Programação Musical e DJ da Rádio UFSCar

 A seguir, a lista de músicas que você confere de segunda a sexta, às 9h45, na Rádio UFSCar.

Segunda-feira

  1. Ávida dúvida

  2. Caminho de volta

Terça-feira

  1. Nina

  2. Rio

  3. Meu corpo é

Quarta-feira

  1. Potosí

  2. Tribo dos homens

Quinta-feira

  1. Delírios da chuva

  2. Sino

Sexta-feira

  1. Sadamça

  2. Cosmogonia

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA