Guizado – O Voo Do Dragão

Escrito por em 08/06/2015

A música brasileira sempre foi famosa por ser um amálgama de diversos outros ritmos e, apesar disso, músicas instrumentais nunca foram o foco, principalmente do olhar gringo da coisa. Mas mesmo assim, sabemos que toda essas misturas, que compõem a sonoridade brasileira, nasceram de experimentações. A tropicália, por exemplo, é um movimento fruto de muita experimentação, de uma necessidade de se expressar de maneira inovadora. A música experimental em geral nasceu da necessidade de expandir os horizontes. Guizado, também conhecido como Guilherme Mendonça, faz parte desse grupo de artistas, os experimentalistas. Como Guizado, ele nunca teve a preocupação de fazer um som palpável, ou aceitável em todos os ambientes. Pelo contrário, o som é pesado, obscuro e, muitas vezes, confuso. Daí vem a beleza da psicodelia produzido por ele.

Em seu novo álbum de estúdio intitulado O Voo do Dragão, a banda não conhece limitações e explora, em suas oito faixas, elementos do jazz, hip hop, música eletrônica, world music e a influência da música asiática entra no disco de maneira profunda. O próprio nome do álbum foi inspirado no filme de 1972 do mítico ator Bruce Lee. Calma, não é um álbum conceitual que tem como principal temática a Ásia. Há elementos da cultura asiática, mas cada faixa do disco é uma viagem singular que, ao terminar, abre caminho para outra faixa com distinta tonalidade, sentimentos e lembranças. Parece que cada música possui vontade própria.

Gravado por M. Takara e Fernando Sanches no estúdio El Rocha, Guilherme Mendonça, trompetista, conta com o elenco de peso composto por: Caetano Malta nos sintetizadores, Thiago Duar no baixo, Alle Alencar na guitarra e Thiago Babalú na bateria. Esse time, selecionado para construir o som hipnótico da banda, consegue modificar a sua noção de tempo e espaço. O Voo do Dragão prende a sua atenção do começo ao fim. É como se você estivesse sendo hipnotizado e levado para outra dimensão.

O novo trabalho de Guizado estabelece uma conexão com diversos meios artísticos e musicais, tornando-se um trabalho que surpreende aqueles que se permitem abrir o coração pra pancada que ele apresenta. Isso permite que o projeto tenha relevância no cenário nacional e mundial e traga pra você uma nova forma de se relacionar com a música experimental.

Hugo Safatle

Estagiário em programação musical

A seguir, a lista de músicas que você escuta de segunda a sexta, às 10h, na Rádio UFSCar:

Segunda-feira

  1. Sete Lâminas

Terça-feira

  1. Cachorro na Estrada

Quarta-feira

  1. Ah-Hey
  2. O Voo do Dragão

Quinta-feira

  1. Tigre
  2. Cachoeiras

Sexta-feira

  1. Toró
  2. Luzes
Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA