Firebug – Outra Coisa

Escrito por em 11/05/2010

firebug_outracoisaÉ com grande satisfação que apresento para os ouvintes da Rádio UFSCar o álbum “Outra coisa”, da banda paulistana Firebug. Lançado no início de 2010, é o terceiro disco do Firebug, que já havia lançado “Firebug” em 2003 e “On the movie” em 2006. Trata-se de uma banda de música jamaicana, mais voltada para o Ska, ritmo predominante na ilha nos anos sessenta,  transitando também pelo rocksteady e o dub, em composições próprias, dessa vez cantadas em Português.

O Firebug é formado atualmente por Felipe Machado na voz e guitarra, Rodrigo Cerqueira na bateria, Lipe Torre na guitarra e voz, Edu Sattajah no baixo e Lucas Frugoli/Alemão  no teclado. Temos ainda o produtor e multi-instrumentista Victor Price, que assina todas as faixas ao lado da banda.

Mas para apreciarmos “Outra coisa” é interessante situá-lo no contexto atual da música jamaicana no Brasil. O que é generalizado como “reggae”, ou seja, a música feita na Jamaica, na verdade, são diversos gêneros e estilos musicais, que vêm se transformando desde o mento e o calypso, nos anos 50 até os dias de hoje. Ska, rocksteady, dub, roots, rub-a-dub, dancehall e ragamuffin, entre outros, compõe a vasta e diversificada produção musical jamaicana, da segunda metade do século vinte até os dias atuais.

Mas e daí, estamos falando do Firebug, uma banda brasileira, certo? Claro que sim, estamos falando do Firebug e de uma cena nacional que traz toda a diversidade da música jamaicana como referência para produções brazuka’s! Superado o reggae clichê, bastante estereotipado e comercial, que teve um boom no Brasil, no final dos anos noventa, atualmente existem sound systems dos mais variados estilos, espalhados por todo o país, produzindo bases e gravando com cantores jamaicanos, além de bandas de ska, dub, roots, etc, misturando as referências jamaicanas com elementos da música brasileira e letras próprias.

Pois bem, voltemos então ao disco do Firebug! “Outra coisa” é despretensioso e essa é sua melhor qualidade. Não se trata de um disco de ska clássico ou dub com requintes de produção e efeitos, mas sim de uma honesta celebração à música, ora mais jamaicana, ora mais brasileira.

Em seu terceiro álbum, o Firebug contou com participações pra lá de especiais: Cedric Brooks e Kevin Batchelor, do lendário Skatalites, tocam sax e trompete nas faixas “Afeganistão” e “Many Ships”. Nos vocais temos Glen Pine, da banda The Slackers também em “Many Ships”; Chris Murray em “Wasting Time”; e a porto-riquenha Mimi Maura em “Sister (Don’t You Go)”.

O disco traz o Ska na maior parte das faixas, indo das referências aos clássicos jamaicanos, como em “Influenza Tropical”, “Many Ships” e também “Pros amigos”, passando pela ótima letra de “Afeganistão”, a gravação acústica de “Wasting”, até algo mais pop em “Não Vou”. Em “Meu Lugar”, uma homenagem a fase reggae, no início dos anos oitenta, que marcou bandas como Titãs, Paralamas do Sucesso e Ultraje a Rigor. As faixas “Sister”, “A hora” e “O preço”, marcam a presença das batidas do tradicional estilo roots. Sendo que a última, vem com direito a versão dub fechando o disco.

“Outra Coisa” é um disco de ska, mas que traz uma diversidade de outros elementos e referências musicais que vão além da música jamaicana, possibilitando que mesmo que você não seja um aficionado por Ska, curta muito o disco inteiro!

O disco foi lançado pela Radiola Records, com distribuição da Tratore, podendo ser encontrado no site da gravadora: www.radiolarecords.com.br

Lucas Tavares Ferreira
Rádio UFSCar

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA