Blubell – Eu Sou Do Tempo Em Que A gente Se Telefonava

Escrito por em 20/02/2011

blubell180Muitas vezes, é preciso refazer um caminho, ou até mesmo mudá-lo, para encontrar uma identificação verdadeira. A paulista Blubell, em 2006, lançava seu disco de estreia. Era não só uma coleção de boas canções baseadas em um formato Pop Rock e bem radiofônico, mas também a introdução de sua voz marcante e de composições interessantes. Acontece que o disco, apesar de bom, era informação demais para pouco formato e acabava por esconder o real talento da compositora.

2011 e, assim, com a chegada do brilhante intitulado “Eu Sou Do Tempo Em Que A gente Se Telefonava”, veio a surpresa. Blubell aposta num jazz contemporâneo bem interessante que combina o bom gosto dos arranjos, livres de exageros, com uma típica instrumentação de contrabaixo, sax tenor e piano. Na presença do romantismo europeu, é traçada a delicadeza do disco que, com muita expressividade, encontra nas leves composições uma maneira de deixar bem claro todos os anseios de Blubell.

Entre letras em Português e Inglês inteligentemente escritas, os vocais, a banda bem qualificada e as participações especiais de Bruno Morais, Tulipa Ruiz e Baby do Brasil, vemos a construção de doze canções, que dão um formato bem preciso ao álbum. Agora sim, a perfeita mescla de formato e informação.

O dueto com Bruno Morais em “Triz” ilustra confiança, ao invés de arranhar a superfície de um gênero tão profundo a troco de floreios estilísticos, temos uma composição madura e direta. “1,2,3,5” e “Good Hearted Woman” continuam com a bela troca de vocais – a primeira, com Baby do Brasil, e a segunda, com a energia de Tulipa Ruiz .“My Best” é uma balada dark, levada ao piano, a fluência dos versos em Inglês aprofunda a melancolia da letra, servindo para lembrar que o território não é nada superficial. Em “Velvet Wonderland”, que pra mim é a melhor faixa do disco, Blubell parece brincar com a música, deixando expressos seu conforto e confiança.

O disco traz também duas versões de “Chalala”, uma delas tem a proposta mais pop que é, inclusive, a versão feita para a abertura do seriado de televisão “Aline”.

Seria bastante razoável encontrar elementos interessantes em qualquer uma delas, seja nas letras inteligentes, na entrega vocal de Blubell ou na bela banda que a acompanha. Isso é mais do que um bom sinal de qualidade. É também latente a satisfação da artista em encontrar um caminho tão rico por onde se aventurar.

Sara Antonelli
Estagiária em Programação Musical
Rádio UFSCar

A seguir, a lista da músicas que você ouve de segunda à sexta-feira, às 10h00 na Rádio UFSCar:

Segunda
1.Música
2.Chalala
3.Triz

Terça
4.1,2,3,5
5.Good Hearted Woman

Quarta
6.My Best
7.What If…

Quinta

8.Estrangeira
9.Mão e Luva

Sexta
10.Pessoa Normal
11.Velvet Wonderland
12.Chalala Original

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA