Aíla-Trelêlê

Escrito por em 04/06/2012

Mais uma boa surpresa chega do Pará estado que, esse ano, se tornou o berço da nova música brasileira, incubador de mais uma realidade sonora que até agora ficou confinada no norte do país e arredores.

Nesta região se desenvolveu ao longos das últimas décadas, ou melhor, se desenvolveram vários estilos, como a Lambada que surgiu no começo dos anos 70, inspirado nos ritmos típicos como o Carimbó e a Guitarrada, e contaminado pelas batidas mais latino hispânicas da Cumbia e do Merengue. O Pará é, também terra de grande nomes da música popular brasileira, como Fafá de Belém , Leila Pinheiro e da dupla Pop Brega Calypso, que se tornou líder de venda no Brasil e no exterior, com mais de 13 milhões de cópias vendidas.

Essa pequena introdução à cena musical paraense é fundamental para apresentar o disco de estreia da jovem e talentosa Aíla Magalhães, estrela nascente da música Pop nacional, que no dia 19 de abril lançou o disco Trelêlê. Produzido por Felipe Cordeiro – do qual já falei algumas semana atrás neste mesmo espaço – junto com a própria Aíla. O álbum traz vários convidados ilustres: o baterista da banda Strobo Arthur Kunz, o tecladista e produtor cultural Otto Ramos, Du Moreira, baixista conhecido por ter trabalhado com artistas do calibre de André Abujamra e  Ceumar, e para completar o quadro, os arranjos de sopro vem com a assinatura do Manoel Cordeiro, pai do Felipe, que também está presente nas guitarras.

Trelêlê é um disco muito agradável, efervescente, carregado de energia positiva e de fácil assimilação, mas nem por isso se torna banal. As 12 faixas de um Pop tropical quente, no qual as sonoridades contemporâneas se fundem com as raízes folclóricas de uma região que se tornou referência da nova música latina, e está se reinventando e se enriquecendo de elementos de grande valor artístico e cultural. Esses elementos sem dúvida já existiam mas, infelizmente, eram confinados no norte do país até a grande mídia enxergar o potencial de mercado.

Um disco recheado de melodias simples e ricas de particulares que grudam nos ouvidos, entre as quais se destacam “Proposta Indecente”,com a participação da diva do Carimbo Dona Onete; “Garota”, antigo sucesso de Alípio Martins com um refrão viciante que poderia estourar as paradas musicais nacionais sem dificuldade, com a participação de uma outra diva, Gaby Amarantos, atualmente a principal exponente do Tecno Brega e que também acabou de lançar o seu primeiro disco. Finalizando com a releitura de um clássico: “Dona Maria”, de Pinduca, e a faixa título do álbum, uma melodia solar com cheiro da Jovem Guarda.

Boas vibrações, inteligentemente distribuídas ao longo de 45 minutos, para enfrentar a rotina do dia a dia com descontração e bom humor. Não deixe de conferir!!

Paz!

Mauro Lussi
Coordenador musical e DJ da
Radio UFSCar

A seguir, a lista das músicas que você ouve de segunda a sexta-feira, às 9h45, na Rádio UFSCar:

Segunda-feira
1. Preciso Ouvir Musica Sem Você
2. Brechot do Brega
3. Trelêlê
Terça-feira
4. Proposta indecente
5. Garota
Quarta-feira
6. Todo Mundo Nasce Artista
7. Vamos
Quinta-feira
8. Caminho
9. Qualquer Esperança
Sexta-feira
10. Pelo Retrovisor
11. Dona Maria
12. À Sua Maneira

 

 

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA