A Roda – La Estructura

Escrito por em 27/09/2010

ÍndiceA Roda é uma dessas bandas que surgem quase sem querer, de reuniões de amigos músicos que, em geral, têm seus projetos individuais, mas que, de tanto se reunirem pelo prazer da conversa, da diversão e da música tocada sem compromisso acabam gerando ótimos projetos musicais!

A banda tem na sua história a passagem de músicos integrantes de diversos grupos do cenário musical pernambucano como: Eddie, Academia da Berlinda, Di Melo, Orquestra Contemporânea de Olinda, Mundo Livre, Cordel do Fogo Encantado entre outros, e o seu surgimento é contemporâneo ao de alguns desses grupos. Como a própria banda define, em seu myspace: “Essa Associação lúdico etílica musical aglutinou experimentações que cristalizaram em um som bem próprio e, ao mesmo tempo, bastante familiar aos que gostam do som que vem de Pernambuco. Todo mundo tem um pedaço da Roda e a Roda leva um pedaço de várias bandas.”

Depois de lançar um disco homônimo, inteiro instrumental, em 2003, e passar alguns anos impressionando em suas apresentações ao vivo, A Roda lança agora La Estructura. Trazendo grandes mudanças em seu trabalho, a começar pela participação de Júnior Black nos vocais, seguindo por novas experimentações entre ritmos e estilos musicais.

Nas doze faixas de La Estructura, viajamos pelo litoral pernambucano, hora através da sonoridade, hora através das letras. Não há dúvidas da riqueza musical pernambucana, mas A Roda extrapola em muito qualquer rótulo ou identidade “bairrista”. As percussões, os batuques de terreiro flertam com belos timbres de órgãos e arranjos jazzísticos, os metais e a bateria passeiam entre o afrobeat e o samba, e não ficam de fora o baixo e a guitarra, com o suingue brasileiro e referências ao soul funk clássico.

Participam de La Estructura nove músicos e o que percebemos, ao escutar na íntegra o álbum, é que nenhum dos nove deixa por menos na hora de executar suas notas, arranjos e composições. A maioria das músicas são grooves pesados, mas com sutilezas e detalhes que absorvem nossa atenção. Algumas são mais calmas, mas não menos interessantes e bem produzidas.

A qualidade musical de La Estructura é incontestável e se revela em cada uma das faixas. Mas me surpreenderam duas delas: Mak Tub, praticamente um bolero de cabarés decadentes, muito bem ambientado nos dias de hoje; e também a faixa Suape, que começa assemelhando-se às trilhas sonoras dos blackxploitations dos anos 70, de Isaac Hayes e Quiny Jones, para depois entrar uma letra de feroz crítica à ocupação desenvolvimentista na região do porto de Suape e suas consequências ambientais.

No mais, é só ouvir e curtir muito e, se ao final da última música, você estiver com a sensação de boca salgada, é só uma vontade inconsciente de estar em um show da Roda em alguma praia do litoral pernambucano.

http://www.myspace.com/bandaroda

http://www.bandaroda.com.br/

Lucas Ferreira (ou Caixa-Preta DJ)
Programador da Rádio UFSCar

Você ouve as faixas de La Estructura, o nosso disco nacional dessa semana, de segunda à sexta, depois do programa Antenado, às 10h00:

Segunda-feira:
01 – 26
02 – La Estructura
03 – Amanheceu em Maranguape

Terça-feira
04 – Mak Tub
05 – Depois do carnaval

Quarta-feira
06 – Adunáh
07 – Chama Dyó

Quinta-feira
08 – Quando me deixar
09 – Terça-feira
10 – Pra frente, Brasil

Sexta-feira
11 – Suape
12 – Ponta de areia

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA