The Jolly Boys feat. Albert Minot – Great Expectation

Escrito por em 21/02/2011

Great ExpectationSão muitas as produções dos últimos anos focadas em releituras de músicas mais ou menos famosas, mas que, de uma forma ou de outra, marcaram uma época. Nos últimos anos, surgiram até bandas que se destacaram na cena musical internacional seguindo esta receita, como os Nouvelle Vauge, com divertidos covers em versão Bossa de músicas Punk e New Wave dos anos 80, ou como o irreverente Richard Cheese, com as suas paródias de hit singles contemporâneos em estilo Big Bands.

Sem dúvida, essa reciclagem pode ser lida como falta de ideias novas, embora na maioria dos casos se trate de produções agradáveis e inteligentemente arranjadas. Mas, temos também artistas consagrados como Patti Smith que, em 2007, lançou “Twelve”, uma obra- prima que homenageava grandes nomes da música Rock sem tirar onda de nenhum deles, pelo contrário, as canções escolhidas foram acrescentadas por elementos que as deixaram mais ricas.

No final de 2010, foi lançado na Europa e, agora em 2011, deste lado do oceano, Great Expectation, dos veteranos e infelizmente desconhecidos pela maioria, The Jolly Boys, banda que se formou em 1955, na cidade de Port Antonio (Jamaica), e que toca um gênero musical denominado Mento, surgido nos primeiros anos do século passado, e que pode ser considerado o antecessor do Ska, que deu origem ao Rocksteady e ao atual Reggae. O Mento não é para ser confundido com o Calypso, primeiramente, porque este último nasceu em Trinidad, e o mesmo termo foi usado para exportar a música das Índias Ocidentais para a América do Norte, embora as sonoridades sejam bem diferentes.

Great Expectation não limita o seu repertório a uma época, mas viaja pela história da música dos últimos 50 anos: podemos encontrar grandes clássicos da música americana como “Ring of Fire”, de Johnny Cash, e “Riders on the storm”, dos The Doors, assim como “Rehab”, da nova estrela da música Pop, Amy Winehouse. Também passa pela década de 80, com “The Passenger”, do Iggy Pop, ou uma versão de “Blue Monday”, dos pioneiros do Sinthpop, New Order.

O que faz a diferença entre os The Jolly Boys, – nome que parece ter sido inventado pelo ator de cinema, Errol Flynn, ícone do aventureiro romântico que chegou ao topo do sucesso nos 40 e 50 – , e os outros projetos parecidos é que, aqui, estamos em frente a uma banda que, depois de mais de 60 anos de obscura carreira, consegue lançar um álbum de qualidade, sem deixar de lado as origens melódicas deste estilo que se baseia nos instrumentos acústicos como o Banjo ou a Rumba Box – instrumento rudimental conhecido também como Marímbula – construído com tiras de metal de diferentes dimensões sobre as quais são construídas as linhas harmônicas e rítmicas. Também precisamos destacar a idade dos componentes da banda: todos já passaram dos setenta anos, sem que isso interferisse no repertório “moderno” que escolheram apresentar.

Sem dúvida, este disco é também uma esperta operação comercial do produtor Jon Baker que é dono do GeeJam Hotel e dos homônimos estúdios de gravação, em Port Antonio, onde os Jolly Boys são a banda residente. Mas, não por isso Great Expectation deixa de ser um álbum extremamente agradável de ouvir neste quente verão.

Confiram! Vocês não irão se arrepender!
Paz!
Mauro Lussi
Programador musical e DJ da
Radio UFSCar

A seguir, a lista das músicas que você ouve de segunda a sexta-feira, às 16h00, na Rádio UFSCar:

Segunda-feira
1.Passenger
2.Perfect Day
3.Rehab

Terça-feira
4.Nightclubbing
5.Hanging on the Telephone

Quarta-feira
6.Do It Again
7.Riders on the Storm

Quinta-feira
8.Golden Brown
9.I Fought the Law
10.Ring of Fire

Sexta-feira
11.Blue Monday
12.You Can’t Always Get What You Want

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA