Seu Bené – Original Crunchy Style

Escrito por em 18/03/2013

O que acontece quando um grupo de amigos brasileiros se reúne na Califórnia para realizar o desejo de fazer música, andar de skate, surfar e pegar garotas? Acontece a Seu Bené! Uma banda que mistura rock com funk, ska e reggae, regada a bastante sol e cerveja.

Os meninos do Seu Bené se conheceram em São Paulo, antes de sua aventura na West Coast. Cada um deles tocava em uma ou mais bandinhas diferentes, mas decidiram se juntar para começar uma banda de cover que tocava em barzinhos em troca de álcool. Só de zueira mesmo. Nessas, nasceu Seu Bené. E depois da histórica viagem a Califórnia, com a banda e amizades bem entrosadas, voltaram para o Brasil, e em 2011 já estavam no estúdio com David Corcos, preparando, em apenas um mês, o que seria o Original Crunchy Style, álbum de estreia da banda, lançado em 2012.

As músicas da Seu Bené são todas autorais e feitas numa parceria bastante harmoniosa. Não há preocupação em evidenciar faixas compostas por cada membro do grupo, pois elas são um grande misto de estilos e influências de cada um. Um chega com a letra, outro com um riff, outro com uma referência nova e a banda faz música. Inclusive, as faixas costumam ser inspiradas em histórias que aconteceram com os garotos. Com certeza, a viagem pra Califórnia deve ter rendido várias memórias…

No Original Crunchy Style é possível perceber diversas vertentes musicais. A mais óbvia talvez seja o ska. As composições do álbum exalam praia, sol e cerveja. Mas também podemos perceber bastante do funk americano, do reggae e até do hardcore e do pop rock brasileiro, de forma que influências como Red Hot Chilli Peppers e Primus ficam bastante evidentes. As letras variam entre o descomprometido até o melancólico.

Há canções que falam de garotas, como “Doce dela”, há canções que falam do lifestyle da banda, como “T.Q.A”. e “Lobo do Mar”, há também aquelas que fazem um apelo pela salvação da solidão, como a “Enganando o tédio”.

Os meninos do Seu Bené trabalham de forma independente e intensa. Por um lado isso é bastante positivo, pois eles têm liberdade total de criação, além de decidir o rumo da banda. Mas, ao mesmo tempo, eles afirmam que levar a banda independentemente dá muito trabalho. Eles que marcam os shows, entram em contato com a mídia, produzem o clipe, dirigem até os shows, montam o palco, cuidam da venda de CDs, desmontam tudo, arranjam o pagamento, e ainda, dão autógrafos e tiram fotos com os fãs.

A banda já tem uma repercursão invejável. Um público e fãs bem consolidados, já foram convidados pra tocar na Europa e estão estudando propostas de investidores. Os garotos não querem parar por aí, e têm planos pro futuro: gravar videoclipes, continuar fazendo muitos shows e começar um novo álbum no fim do ano. Tudo isso para realizar o sonho de vida deles (e provavelmente de todo músico apaixonado): fazer música o dia inteiro, sem preocupações. E serem reconhecidos.

Diana Ragnole
Estagiária em Programação musical na Rádio UFSCar

A seguir, a lista de músicas que você escuta de segunda a sexta, às 9h45, na Rádio UFSCar.

segunda-feira
1. Digadinovo
2. TQA
terça-feira
3. Lobo do mar
4. Spidifunk
quarta-feira
5. Vem pra cá
6. Enganando o tédio
quinta-feira
7. Doce Dela
8. Fora do Ar
sexta-feira
9. Pedi
10. 3/4

Revisão: Sheila Castro

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA