Devotion – Jessie Ware

Escrito por em 27/08/2012

Devoção: s. f. 1. Observância de certas práticas religiosas e piedosas. 2. Veneração especial.3. Afeto, dedicação.

Devoção, é assim que o álbum de estreia da britânica Jessie Ware é nomeado, o título já carrega essa carga dramática recorrente nos últimos anos, principalmente entre as vocalistas femininas que galgam mais espaço no meio musical e, se consolidam como presenças indispensáveis na música contemporânea.

Não precisamos ir muito longe pra ver esse reflexo, essa tendência feminina que se instaura tal como uma convidada no meio de nós e 2012 é um belo exemplo deste fenômeno: Fiona Apple e seu fantástico “The Iddle Wheel…” mostrou que o tempo que passou parada não foi à toa e, aliás, já falamos dela nesse mesmo espaço (vocês podem conferir aqui: http://www.radio.ufscar.br/?p=14604); Florence Welch, também foi uma ótima surpresa, pois trouxe toda uma atmosfera céltica às suas músicas junto aos instrumentos não convencionais, como harpas e cítaras, misturando o folk e o soul com uma pegada meio rock em sua machine a seus poderosos vocais de forma harmoniosa. Sim, Welch não surgiu em 2012, mas seu sucesso reverbera no segundo ano da década, tal como Adele, com seu “21”, que agora caiu no gosto popular. Não posso deixar de comentar de Lana Del Rey, cantora fabricada miletricamente pela mídia para vir como um novo fênomeno musical; criticada e divisora de águas desde o lançamento de “Born To Die”, não há meio termo para se falar de Del Rey: ame-a ou a odeie.

Pegando o gancho da artista de lábios carnudos é que venho a falar de Ware. Assim, como a maioria dos cantores relativamente novos, Jessie Ware é comparada a artistas que fazem um som parecido com o seu, como se fosse uma maneira da mídia dizer “eles já fazem algo assim por que vai se aventurar?”. Tida como uma “Lana Del Rey que deu certo” por alguns (os haters de Del Rey), Jessie Ware chega com vocais fabulosos, melodias dramáticas e letras, como já se podia esperar, de sofrimento. Numa mistura de soul com beats tipicamente do R&B e uma pitada de hip hop em algumas faixas, a cantora passeia entre o pop comercial e algo mais experimental, ousando pouco aqui e acolá, sem nunca descer do salto se mantêm afinada durante as 11 faixas do disco.

Talvez, a experiência como backing-vocal do projeto britâncio SBTRKT tenha servido como guia para não mergulhar numa depressão musical profunda ou brincar com a experiência de interpretar vários personagens a cada faixa, como Del Rey fez em seu disco. Ware fala de dramas que parecem pessoais, como se  contasse uma história sobre sua vida aos ouvintes, e nós nos deliciamos faixa a faixa.

“Wildest Moments”, segunda música do disco, nos fala da força que um casal tem quando estão juntos e “Running”, faixa seguinte, continua nesse mesmo feeling, discursando sobre a força que o companheirismo tem e que o todo é maior que a soma de suas partes. “110 %” flerta com uma pegada mais dançante, no entanto, ainda assim, sem desviar-se muito do propósito do disco que, como o próprio título diz, é a “Devoção”, devoção ao outro e a você mesmo, devoção aos relacionamentos.

Da mesma forma que foi interessante a escolha coesa de não arriscar-se tanto ao longo do álbum, essa estratégia pode se tornar falha e entediante num próximo álbum. Porém, a experimentação em doses homeopáticas e bem controladas sempre é bem vinda, ainda mais na voz de Jessie Ware que, se trabalhar bem, pode vir a juntar-se ao hall das grandes cantoras da música internacional. Estejam atentos.

Diego Paulino
Estagiário em Programação Musical na Rádio UFSCar.

A seguir, a lista de músicas que você ouve de segunda a sexta às 15h45, na Rádio UFSCar:

Segunda- Feira
01 – Devotion
02 – Wildest Moments
03 – Running
Terça-feira
04 – Still Love Me
05 – No to Love
Quarta-feira
06 – Night Light
07 – Swan Song
Quinta-feira
08 – Sweet Talk
09 – 110%
Sexta-feira
10 – Taking in Water
11 – Something Inside

Revisão: Sheila Castro

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA