Chance The Rapper – Coloring Book

Escrito por em 30/05/2016

Depois de conquistar o mundo com suas rimas corrosivas e bem-humoradas no álbum Acid Rap e fazer a festa ao lado de Donny Trumpet & The Social Experiment, Chancelor Bennett, mais conhecido como Chance The Rapper, volta rimando como uma locomotiva desenfreada em seu quarto e excelente álbum Coloring Book, que traz um Chance mais afiado, mais sincero e muito mais pesado. Além da ótima performance do cantor, o disco ainda tem as participações de Kanye West, Lil’ Wayne, Justin Bieber entre outros.

Se The Life of Pablo de Kayne West poderia ser considerado um gospel com alguns palavrões no meio, Coloring Book supera esse conceito em todos os sentidos. Os arranjos do disco parecem ter sido gravados em uma clássica igreja norte-americana do sul. Além de versos cantados por coros de adultos e crianças (muito comum em canções soul – gospel) há também arranjos de piano e orgão, quarteto de cordas e tudo isso somado ao bom e velho groove, marca registrada de Chance. É como se a Motown, importante gravadora dos anos 60 e 70, tivesse viajado no tempo e assinado com um artista de rap, o resultado dessa união seria essa bela pérola musical. O único porém nessa história é que não tem a Motown, um selo ou uma grande empresa por trás. O disco é cru, verdadeiro e, mais uma vez, foi lançado de forma completamente independente, diga-se de passagem, essa é mais uma característica de Chance.

Lançado no formato mixtape e divulgado gratuitamente na web, Coloring Book fala da vida em geral. A faixa que abre o disco, “All We Got”, com a participação de Kayne West, já começa com o alegre verso “Nós estamos de volta, esse é o terceiro e música é tudo o que temos”. No mesmo clima de alegria, Chance emenda com “No Problem”, uma das minhas favoritas, que traz uma mensagem direta e malcriada para as gravadoras “[…] se mais algum selo tentar me parar, vai aparecer alguns manos no seu hall de entrada”. E o tema volta na sétima faixa “Mixtape” em que ele levanta a questão “Será que eu sou o único aqui que se importa com mixtapes?”, novamente uma crítica aos artistas e à indústria fonográfica que jamais lançaria um álbum de forma gratuita.

change the rapper. jpg

Porém, além de atacar as gravadoras, Chance faz um resgate do seu passado nas ruas de Chicago na faixa “Angels” e na melancólica “Summer Friends” na qual o rapper fala de amigos que, infelizmente, foram vítimas da violência das ruas e por esse motivo não estão mais entre nós. A música é um grito de desabafo, um apelo para as mudanças necessárias a Chicago, considerada uma das mais perigosas dos Estados Unidos. Porém, os grandes destaques do disco vão para as faixas “Blessings” e a penúltima “Finish Line/Drown”,  ambas trazem a essência do funk 70 somada à referência gospel, além do instrumental que é lindo, Chance manda o papo reto, entre versos que afirmam o quanto o cantor é abençoado, tem trechos como “ […] eu não faço músicas de graça, eu faço músicas por liberdade”.

No geral, Coloring Book é um disco brutal, nele Chance consegue trazer a dualidade das dificuldades da vida com o lado positivo dela. Ele consegue tirar os clichês da música gospel e adaptá-la às tendências do pop contemporâneo. Chancelor Bennett, mais uma vez, se supera e afirma que o rap está em alta por ser um gênero que se mescla com outros de maneira orgânica, do groove ao trap ou do gospel ao jazz, sem perder a elegância. Com certeza, Coloring Book é um dos melhores discos do ano.

Hugo Safatle, programador musical na Rádio UFSCar


A seguir, a lista de faixas que você escuta de segunda a sexta, às 15h30. Você também pode ouvir o álbum na íntegra no sábado, às 15h, aqui na 95,3 FM, escute diferente!

Segunda-feira

  1. All We Got (feat. Kanye West & Chicago Children’s Choir)
  2. No Problem (feat. Lil Wayne & 2 Chainz)

Terça-feira

  1. Summer Friends (feat. Jeremih & Francis & The Lights)
  2. D.R.A.M. Sings Special
  3. Blessings

Quarta-feira

  1. Same Drugs
  2. Mixtape (feat. Young Thug & Lil Yachty)
  3. Angels (feat. Saba)

Quinta-feira

  1. Juke Jam (feat. Justin Bieber & Towkio)
  2. All Night (feat. Knox Fortune)
  3. How Great (feat. Jay Electronica & My cousin Nicole)

Sexta-feira

  1. Smoke Break (feat. Future)
  2. Finish Line / Drown (feat. T-Pain, Kirk Franklin, Eryn Allen Kane & Noname)
  3. Blessings

 

 

 

 

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA