Bauchklang – Signs

Escrito por em 29/06/2010

signscover280Bauchklang Vocal Groove Project é um conjunto austríaco formado em 1996 em volta do cantor Andreas Fränzl . A ideia dele era formar um grupo acapela com pressupostos que o diferenciasse dos grupos já conhecidos como “The Bobs”, famosos pelas divertidas releituras de grandes clássicos da música pop internacional; ou dos grandes mestres do gênero como Bobby (Don’t worry Be happy) McFerrin, fortemente influenciado pelo Jazz com alguma caída no mundo da pop music; ou mais, dos primeiros trabalhos dos sofisticados e nada originais Manhattan Tranfers.
O estilo dos Bauchklang é novo, original e diferente. Eles decidiram explorar territórios que, até agora, eram de domínio dos DJs, dos cientistas digitais malucos e dos rappers que correm atrás de novas batidas quebradas. A música deles é uma fusão de Hip Hop, Reggae, Trance, Folk, Ethno, Drum’n’Bass, Africanism e Ambient, executada sem o auxílio de instrumentos que não sejam a voz.
Todas as composições são assinadas pelos componentes da banda, em cada faixa, a pergunta, que é a base sob a qual a música deles se desenvolve, é reformulada, novas ideias surgem de um olhar que explora o panorama musical contemporâneo e o desfragmenta para depois reconstruir os sons de um ponto de vista ousado e peculiar.
Signs é o terceiro álbum gravado em estúdio e, talvez, aquele no qual mais são presentes referências à música eletrônica. O álbum abre com ”Create”, uma Tecno Trance que nos deixa desorientados e nada deve às criações de grandes Djs – que se valem de instrumentos tecnológicos da ultima geração -, aqui tudo é criado pelas vozes do quinteto oportunamente processadas. Logo em seguida, a faixa título e também primeiro single extraído do CD gruda nos nossos tímpanos que ainda não estão acreditando no que estão ouvindo.
O spoken word raivoso e sedutor da Ursula Rucker está presente em “Toil In Your Field”, que lembra os profetas do Trip Hop Massive Attack nos seus melhores momentos. A dupla dinâmica Two Frenchmen, formada por dois dos mais famosos beat boxers franceses TEZ e Rouda, participam em duas faixas e escrevem as letras de “Picture Of A Lie”, muito provavelmente, o próximo single a ser lançado.
Os Bauchklang (que, em alemão, significa bom som) não são fenômenos de parques de diversão que conseguem reproduzir qualquer som com a voz e também não fazem parte daquela elite artística intelectual que explora as raízes da voz humana. Eles nos proporcionam uma música de alta qualidade e de raro bom gosto tanto nas sonoridades como nas letras, nas quais transparece, às vezes, uma evidente crítica a um sistema que nos engana e é criador de mentiras como na faixa Monkey Machine.
Signs é um disco único no seu gênero, ou melhor: os Bauchklang são únicos, criativos, inteligentes, ousados, e Signs é o ultimo capítulo de um trabalho original e inovador que abre novas portas à música contemporânea. Sem dúvida, um “Must Have”!!

Paz!
Mauro Lussi
Programador musical e DJ da Rádio UFSCar

Você escuta as faixas do Disco da Semana Internacional de segunda à sexta às 17h pelos 95,3 FM da Rádio UFSCar e, é claro, pelo nosso streaming ao vivo

Marcado como

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA