Juçara Marçal

Escrito por em 04/11/2015

Nascida em Duque de Caxias, Rio de Janeiro, em 1962, Juçara Marçal começou sua carreira artística em 1990 com a Companhia Coral, que fundia música e teatro sob a regência do maestro Samuel Kerr.
Em 1991, ingressou no grupo vocal feminino Vésper, que lançou três discos: Flor D’Elis (1998), produzido por André Magalhães, 180 anos de samba cantando Adoniran e Noel (2002) e Ser tão paulista (2004), por Magro Waghabi.

Em 1998, participou como cantora na formação da banda A Barca, que lançou quatro discos: Turista aprendiz (2000), Baião de princesas (2002), Trilha, toada e trupe (2006) e Turista aprendiz (2010).

Formou-se em jornalismo e letras pela Universidade de São Paulo, onde defendeu em 2000 sua dissertação de mestrado sobre o escritor Pedro Nava.

Lecionou canto no curso superior de teatro da Universidade Anhembi Morumbi e realizou oficinas para grupos. Também é professora de língua portuguesa.

Em 2007, além dos discos gravados com bandas, Marçal também lançou em parceria com Kiko Dinucci o disco Padê. Em 2011 e 2012 lançou dois álbuns com o trio Metá Metá, trio com Dinucci e Thiago França.

No começo de 2014, lançou seu primeiro álbum solo, Encarnado,[4] que ganhou destaque na crítica especializada[2] [5] e o prêmio de Música Compartilhada, por júri especializado, no Prêmio Multishow, recebido por Criolo. Em novembro, foi lançada sua participação com Criolo na canção Fio de Prumo (Padê Onã), do álbum Convoque Seu Buda.

Página Oficial

facebook

fonte: wikipedia

 

Não Perca

Sintonizando apresenta Juçara Marçal
dia 12/11 – 20h – Teatro do SESC São Carlos

ingressos à venda

Concorra ingressos! 


Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *


Continue lendo

Rádio UFSCar

Tocando agora
TITULO
ARTISTA