Música em Março no SESC

Música em Março no SESC

O SESC São Carlos apresentou essa semana a programação musical para o mês de Março, que traz uma variedade de sons e estilos em shows para todos os públicos. Tem muita música de câmara, o som dançante do As Bahias e a Cozinha Mineira , o choro das Sanfonias , lançamento do CD de Jes Condado, a viola de Cacique e Pajé e uma homenagem a Pixinguinha.

Abaixo você confere toda a programação do shows marcados para esse mês.

Em concerto

Em 2016, o Sesc São Carlos se propôs a abrir um espaço regular em sua programação para a música de concerto, mais especificamente a música de câmara. Nesta segunda edição em 2017, uma temática geral permeia toda a temporada: a obra do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos.

Em todas as apresentações do ano, de março a novembro, ao menos uma de suas obras será executada, em diálogo com outros autores nacionais e internacionais.

Palestra

Um olhar sobre a obra de Villa-Lobos

Com Sidney Molina e Camila Frésca

Villa-Lobos (1887-1959) é considerado o maior compositor brasileiro de todos os tempos e, em 2017, serão lembrados seus 130 anos de nascimento. É o mais conhecido autor clássico do país, seja do público brasileiro, seja do estrangeiro – é o compositor nacional mais executado no exterior. Esta palestra apresenta ao público facetas da vida e obra de Villa-Lobos. Sidney Molina é filósofo, violonista, crítico de música erudita e Camila Fresca é doutora em musicologia.
Dia 8, quarta, às 20h.

Teatro. GRÁTIS. Retirada de ingressos com 1h de antecedência. 10 anos

269 lugares

Show

Quaternaglia
Os brasileiros do Quaternaglia – um dos mais importantes quartetos de violões de todo o mundo – abrem a temporada 2017 da série Em Concerto. No programa, autores brasileiros eruditos e populares do século XX: Ronaldo Miranda, Heitor Villa-Lobos, Marco Pereira e Paulo Bellinati, entre outros. Com esse concerto, o Quaternaglia também dá início às comemorações dos 25 anos do grupo. Formado por Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Thiago Abdalla e Sidney Molina.

Dia 9, quinta, às 20h.

Teatro. GRÁTIS. Retirada de ingressos com 1h de antecedência. 10 anos

269 lugares

Sons da tarde

Programação que privilegia a diversidade dos estilos musicais e busca transformar as tardes de domingo em uma opção de lazer diferenciada para o público.


Tarralá
O Tarralá surgiu em 2002 em Descalvado (SP), com a proposta de unir música, poesia e teatro. O nome Tarralá é uma retração da frase “eu estava lá”. Dentre todas as conquistas do grupo destacam-se as cinco finais consecutivas no Festival Viola de Todos os Cantos (Produção EPTV) e as aberturas de shows de Mestre Ambrósio, Renato Teixeira, Cordel do Fogo Encantado, entre outros. Mais que um grupo musical, o Tarralá é um projeto cultural para difundir de maneira descontraída, interativa e dinâmica a arte nordestina, tanto na música e poesia, quanto outros movimentos culturais. Formado por Tarcio Costa (triângulo e voz), Rodrigo Monzani (zabumba e voz), Ricardo André (baixo e voz) e Luiz Ferreira (sanfona).
Dia 5, domingo, às 16h.

Área de convivência externa. GRÁTIS. Livre

Cantinho da Viola

Cacique e Pajé

A dupla formada por Antônio Borges de Alvarenga e Roque Pereira Paiva, índios caiapós, iniciou no ano de 1977 com o nome de Rei do Gado e Boiadeiro. Em 1978, apadrinhados por Tonico e Tinoco, a dupla oficializou o nome Cacique e Pajé e desde então lançou alguns dos seus maiores sucessos, como Pescador e Catireiro, Rabicho, Caçando e pescando. Em 2001, anos após o falecimento de Roque Pereira Paiva, assume lugar na dupla, Geraldo Aparecido da Silva, representando Pajé. No show, a dupla apresenta os clássicos que os tornaram nacionalmente conhecidos.

Abertura: Nardão Carreiro.

Dia 19, domingo, às 10h.

Galpão. GRÁTIS. Livre

150 lugares

Choro sem lenço

Uma tarde de domingo dedicada ao som dos chorões, com repertórios que abrangem desde os clássicos do gênero até obras de compositores contemporâneos.


Sanfonias
“Flor Amorosa”,”Odeon”,”Tico-Tico no Fubá” e “Brasileirinho” são alguns dos clássicos do chorinho brasileiro que integram o repertório do grupo Sanfonias. Há mais de oito anos fazendo releituras de chorinhos tradicionais, a banda foge à formação tradicional das antigas rodas de choro, dando destaque especial à sanfona acompanhada de cavaquinho, violão e percussão. Os arranjos próprios do grupo, misturando música latino-americana, dão um toque inusitado à música popular brasileira. Formada por Lourdes Degani (acordeom), Nelson Cardoso (percussão), Fabiano Pires (cavaquinho e bandolim) e João Santos (violão).

Dia 26, domingo, às 16h.

Área de convivência externa. GRÁTIS. Livre

200 lugares

Musical

Musical com a cia. Mix Menestréis

Com Cia. Mix Menestréis

Nesse musical, são apresentadas esquetes com cenas do repertório da Cia. Mix Menestréis de São Paulo, que desenvolve um trabalho onde a inclusão social é o foco principal, fazendo com que a arte seja uma ação simplificada e adaptável às diferenças de seus integrantes. Dir.: Deto Montenegro.

Dia 22, quarta, às 20h.

Teatro. GRÁTIS. Retirada de ingressos com 1h de antecedência. 16 anos

269 lugares

Lançamento do CD Natural

Jes Condado

Cantora de blues e soul da Argentina, morando atualmente no Brasil, Jes apresenta seu disco autoral, “Natural”. Influenciada pelo soul e blues de Etta James, BB King e Ray Charles, o disco procura um som moderno com reminiscências dos anos 1960 e 1970. Com Jes Condado (voz), Felipe Côrtes (baixo), Netto Rockefeller (guitarra), Murilo Barbosa (piano) e Danilo Hansem (bateria).

Dia 24, sexta, às 20h.

Área de convivência externa. GRÁTIS. Livre

200 lugares

Bate-papo

Falando de música e gênero

Com Assucena Assucena e Raquel Virgínia

Neste bate papo, Assucena Assucena e Raquel Virginia, por meio da música, propõem disputar o imaginário do público pautando a identidade de gênero e raça, questões fundamentais a serem levantadas e debatidas em coletivo.

Assucena Assucena e Raquel Virgínia são vocalistas e compositoras da banda As Bahias e a Cozinha Mineira.

Dia 16, quinta, das 16h às 17h30.

Teatro. GRÁTIS. Inscrições na Central de atendimento. 16 anos

269 lugares

Show

As Bahias e a Cozinha Mineira

Show Etc&Tal

A banda paulista liderada por Assucena Assucena, Raquel Virgínia e Rafael Acerbi, apresenta o show “Etc e Tal”, com repertório de seu primeiro álbum “Mulher” e composições inéditas. Com temática que passa pelo feminismo e pelas questões de gênero, a banda tem forte influência da música popular brasileira setentista em sua sonoridade. Com Assucena Assucena (voz), Raquel Virgínia (voz), Rafael Acerbi (guitarra e violão), Rob Ashtoffen (baixo), Carlos Eduardo Samuel (teclado), Vitor Coimbra (bateria) e Danilo Moura (percussão).
Dia 16, quinta, às 20h30.

Galpão. GRÁTIS. Retirada de ingressos com 1h de antecedência. 12 anos

400 lugares

Oficina

Estudando Pixinguinha

Com Henrique Cazes

A oficina traz a transmissão de conhecimentos relacionados ao choro e especialmente a obra de Pixinguinha, no ano do centenário de “Carinhoso”. Duração: 2 horas.

Dia 4/4, terça, das 19h às 21h. Inscrições na Central de atendimento de 22 a 31/03.

Indicado para músicos e estudantes de música. Necessário que o participante traga seu próprio instrumento musical.

Sala multiuso. GRÁTIS. 20 vagas. 14 anos

Show

Pixinguinha – As Cinco Estações

Nos 100 anos de “Carinhoso”, vida e obra do gênio, contada, tocada e cantada. O ator e cantor – neto de Pixinguinha – Marcelo Vianna e o músico e pesquisador, Henrique Cazes, dividem a trajetória da construção do músico, desde sua estreia profissional.

Dia 5/4, quarta, às 20h.

Teatro. GRÁTIS. Retirada de ingressos com 1h de antecedência. 10 anos

269 lugares.

Compartilhar